Dr. Cardoso se manifesta sobre operação Laços de Família: “que sejam punidos e presos”, diz

O médico e uma das mais importantes lideranças políticas de Miranda do Norte, Dr. Cardoso (Solidariedade), emitiu nota nesta quinta-feira, 15, declarando a sua revolta e repúdio aos ex-gestores investigados na operação “Laços de Família”, que denunciou o desvio de mais de 22 milhões de reais dos cofres do seu município.

A organização criminosa, criada para desviar os recursos públicos, era formada pelo ex-prefeito Eduardo Fonseca Belfort (Negão) e o atual deputado federal, José Lourenço Bonfim Júnior, que esteve no comando da Prefeitura no período de 2009 a 2016.

Dr. Cardoso, que foi candidato a prefeito de Miranda do Norte nas eleições do ano passado e obteve uma expressiva votação, lamentou que o nome do município esteja estampado nos noticiários policiais, mas que torce para que ao fim das investigações, os culpados sejam punidos com o máximo rigor da lei.

“A minha revolta não é de um político de oposição, mas de um cidadão mirandense, médico, que conhece e ama esta cidade e o seu povo. É muito revoltante saber que as mesmas pessoas que foram eleitas para cuidar e zelar pela nossa gente, estavam utilizando os recursos do município para o enriquecimento ilícito e a quitação de dívidas pessoais”, lamentou.

Dr. Cardoso também afirmou que confia nos resultados das investigações da policia e do Ministério Público. Em sua nota, ele fez um apelo para que a população de Miranda do Norte não deixe que a corrupção se institucionalize no município.

“Não podemos deixar que políticos corruptos e gananciosos, que fazem da corrupção uma prática assídua, subtraiam, sem nenhum pudor, os recursos que devem melhorar a vida das gerações atuais e futuras”, reiterou Dr. Cardoso.

As investigações contra os ex- gestores estão sendo realizadas pelo Grupo de Atuação Especializada no Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), do Ministério Público do Maranhão, em parceria com a Polícia Civil do Maranhão, por meio da Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor).

Veja abaixo a íntegra da nota de Dr. Cardoso:

NOTA

Meus amigos mirandeses, é com muita revolta e indignação que me manifesto, ao saber do resultado da operação desencadeada nesta quinta-feira, 15, pelo Ministério Público e Polícia Civil do MA. A ação desarticulou uma verdadeira organização criminosa, e descobriu o desvio da ordem de R$ 22 milhões em Miranda do Norte, envolvendo as gestões do ex-prefeito Carlos Eduardo Fonseca Belfort e do deputado federal, Júnior Lourenço.

A minha revolta não é a de um político de oposição, mas de um cidadão e médico, que conhece e ama esta cidade e a sua população. E, por esse motivo, é muito revoltante saber que as mesmas pessoas que foram eleitas para cuidar da cidade e zelar pela nossa gente, estavam utilizando os recursos do município para a quitação de dívidas pessoais junto ao TCU.

Torço para que, ao fim de todas essas investigações, esses ladrões do erário público sejam punidos com o máximo rigor da lei, pois o desvio sistemático dos recursos públicos, inevitavelmente, impede que o nosso povo tenha acesso à saúde de qualidade, a educação, ao lazer e todas as melhorias que ele necessita para ter uma vida digna.

É muito lamentável ver o nome de Miranda do Norte estampado nas capas dos noticiários polícias. Porém, mais lamentável ainda, é saber que a mesma organização criminosa que está sendo investigada e que se acha acima da lei, ainda permenace no poder, no comando da nossa cidade, direcionando a vida da nossa população que, infelizmente, ainda vai sentir, no futuro, o peso dessa escolha.

Meus amigos, não podemos deixar que a corrupção seja institucionalizada em Miranda do Norte. Não podemos deixar que políticos corruptos e gananciosos, que fazem da corrupção uma prática assídua, subtraiam, sem nenhum pudor, os recursos que devem melhorar a vida das gerações atuais e futuras.

A luta contra a corrupção é árdua, mas deve ser constante. Por isso, fiquem certos de que sou favorável e confio nos resultados das ações da Polícias Civil e do Ministério Público. E, mais do que isso, sou a favor de que os responsáveis sejam todos punidos e presos com todo o rigor da justiça.”

Dr. Cardoso- político, médico e cidadão mirandense

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *