Neto Evangelista apresenta propostas de valorização ao Meio Ambiente durante entrevista à Rádio Timbira

Saneamento Básico e Meio Ambiente foram alguns dos temas abordados na entrevista que o candidato a prefeito de São Luís, Neto Evangelista (DEM), concedeu à Rádio Timbira, nesta sexta-feira (09). Dentre as propostas, o candidato citou que a sustentabilidade vai estar presente em todas as áreas de sua administração, e que vai priorizar a fiscalização dos serviços de abastecimento de água e esgotamento da cidade.
“São Luís ainda possui um baixo atendimento de esgotamento sanitário que prejudica muito a cidade, principalmente na balneabilidade das nossas praias. Com a aprovação do Novo Marco do Saneamento Básico teremos condições de investir em melhorias e na fiscalização dos serviços de água e esgoto, que atualmente são executados pela Caema”, explicou o candidato.
Neto afirmou ainda que vai continuar com o projeto dos ecopontos, além de acrescentar uma política educacional de conscientização da sociedade sobre a preservação do meio ambiente.
“Acredito que a educação soluciona muitos problemas. Por isso, vamos implantar a educação ambiental nas escolas e incentivar a realização de campanhas educativas, em parceria com o terceiro setor”, disse Evangelista.
Outra proposta do Plano de Governo de Neto que valoriza o meio ambiente é o Programa de Baixo Carbono, que vai delimitar de forma gradativa pequenas áreas urbanas para a convivência das pessoas em espaços públicos, com redução de emissões de gases poluentes a partir de restrições à circulação de automóveis, privilegiando modais alternativos e transporte coletivo.
“Vamos criar parques, lagos e praças voltados para correção e adequação urbana de áreas de mangues e proteção ambiental do município”, pontuou.
O Programa “São Luís te quero verde” também faz parte das ações de Neto para a preservação do meio ambiente. O programa vai ampliar a arborização das ruas da cidade, especialmente nas áreas mais desprovidas, com a criação do Horto Municipal para produção de uma muda por habitante de São Luís, além de reavaliar os estudos e ações da paisagem urbana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *