Filme estrelado por Paulinha Lobão faz estreia no Festival Guarnicê de Cinema

O Filme Aurora – O Encontro Dos Polos, dirigido pelo cineasta Luís Mário Oliveira, será exibido no próximo dia 18, às 16h, no Teatro Alcione Nazaré, fazendo sua estreia no Festival Guarnicê de Cinema que está em sua 42ª edição e vai movimentar o Centro Histórico de São Luís entre os dias 14 a 21 de junho.

Protagonizado pela atriz estreante Paulinha Lobão (Aurora, mulher mística, solidária e bela), e pelos atores Antônio Garcia (Feitosa, fazendeiro excêntrico e cheio de vicissitudes, marido de Aurora), Luís Mário Oliveira (Alcides, o sábio acendedor de lampiões) e Fábio Lima (Inácio, leiteiro bom e rude), Iná-Dinda Maranhão (Feirante e Parteira), Anastácio (João Batista do Lago (Pedra), Diana – Letícia Araújo (Irmã de João), Nazaré – Fátima de Franco (Freira), Adão-Carl Pinheiro (Doido), Téta – Adaílton Silva (Afilhado de Alcides), João – André Luís (Dono do Bar), Joca – André Gerudy (Capataz de Feitosa), Terezinha – Joelma Cardoso (Neta de Iná), Gabriel – Artur Rodrigues Oliveira (Anjo), Severa – Elza Gonçalves (Mendiga), Rosa – Joelma Maestrini (Mulher de Inácio) e Severino – Márcio Sibalde (Capataz de Feitosa). O filme teve sua estreia nos cinemas no dia 20 de novembro do ano passado, lotando as duas sessões do Kinoplex do Golden Shopping.


*Aurora* – O Encontro Dos Polos contou com uma super produção, com locação realizada na cidade de Primeira Cruz (MA). O filme, entre suas especificidades, tem trilha sonora original, assinada pelo irmão de Paulinha, Maestro Rênio Quintas.

O enredo do filme traz a convivência com as mais extremas adversidades em ambiente único, circundado pela fé, na presença forte da igreja, tradições populares, a elite, a pobreza, a atmosfera rural, as diferenças e afinidades entre tais existências revelam o que sugere o subtítulo da obra, o encontro dos polos (riqueza e pobreza, bem e mal, vida e morte e outros antagônicos).

A direção de fotografia assinada Fernando Trevisolli, traz um ritmo natural do lugar que comungam com o roteiro dessa obra audiovisual inspirado a partir de personagens encontrados nos poemas “A morte do leiteiro”, de Carlos Drummond de Andrade, “O acendedor de lampiões”, de Jorge de Lima e “O encontro dos polos”, de Nauro Machado, este último, como pano de fundo existencial de toda a narrativa.

*E MAIS*

O 42º Festival Guarnicê de Cinema visa difundir as produções audiovisuais e promover o intercâmbio entre realizadores de países ibero-americanos e de língua portuguesa. O evento se constitui de mostras competitivas, mostras especiais não competitivas e ações formativas. As mostras competitivas contemplam filmes de curtíssima-metragem, curta-metragem, longa-metragem, Videoclipe, Reportagem televisiva e Filme publicitário no formato digital, sobre qualquer tema e que tenham sido finalizados a partir de outubro de 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *